terça-feira, 10 de julho de 2012

A paciência esgota-se porque stock no cérebro é limitado

Agora percebo. A minha paciência nunca se esgotou tão depressa como agora. Usei-a em demasia!

 

Áreas de resposta cerebral analisadas por ressonância magnética

2012-07-09

Paciência de voluntários analisada através de imagens de ressonância magnética

Paciência de voluntários analisada através de imagens de ressonância magnética

Um estudo conduzido por uma equipa de cientistas na Universidade de Iowa (Estados Unidos) mostrou o que acontece no cérebro quando determinada pessoa fica sem paciência. Segundo o neurocientista William Hedgcock, existe uma capacidade limitada no cérebro para o autocontrolo, que vai diminuindo “conforme o uso”.
Para a investigação, a equipa usou imagens de ressonâncias magnéticas, que dispunham a actividade cerebral de voluntários durante a realização de tarefas que exigem autocontrolo. As imagens mostraram que a actividade no córtex cingulado anterior – uma área responsável por reconhecer situações que exijam o domínio dos impulsos – permaneceu estável; e na zona do córtex pré-frontal dorsolateral, responsável por manusear o autocontrolo e pela escolha das melhores respostas para as situações problemáticas, não permanecia igual.

Esta área é activada com menor intensidade depois de cada esforço, dando sinal que “a paciência vai se esgotando”. O cientista interpretou esses resultados como uma prova de que as pessoas não têm problemas em reconhecer situações que provoquem ansiedade e exijam autocontrolo. No entanto, é mais difícil manter a calma e tomar as melhores decisões se o stresse for contínuo ou recorrente.

Copiado daqui: http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=54772&op=all

2 comentários:

Bergilde disse...

Cientistas e suas descobertas cada vez mais surpreendentes...Na minha ignorância sempre pensei que se tem uma coisa que se for praticada só tende a aumentar é a tolerância,isto é,paciência.
Abraços já seguindo seus registros daqui!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Eles descobrem cada coisa...